3 coisas que você precisa saber sobre Caos Emocional

Nesse artigo você vai saber o que é Caos Emocional, por onde começar e qual o momento de pedir ajuda.
Homem, sentado, Cabeça baixa, desanimado, caos emocional
02/03/2020

O que é Caos Emocional?

O caos emocional muitas vezes se apresenta como uma desordem emocional, dificuldade de enxergar novas possibilidades, raciocínio lento, sensações de paralisia e bloqueio de pensamentos. Atividades antes prazerosas vão se tornando um peso, o vínculo com pessoas queridas torna-se obrigação e o desejo de fechar-se em seu mundo vai crescendo.

O indivíduo vai se envolvendo em pensamentos negativos e muitas vezes se entrega para a situação sem força para lutar. As emoções vão sobrepondo a tudo a ponto de perder o controle da própria vida, isso pode começar a acontecer após alguns gatilhos e situações onde o sujeito se fragiliza emocionalmente, como: Divórcios, dificuldade de se relacionar com pais/filhos, luto, desemprego, amor não correspondido, insatisfação profissional entre outras situações.

Com a junção de outras circunstâncias onde se acumulam emoções, dificultando a organização psíquica, os pensamentos se desorganizam impedindo a compreensão real da situação, bloqueando o indivíduo de enxergar possibilidade de seguir em frente e vivenciar novas experiências. Os dias vão se tornando difíceis e dolorosos. As decisões se tornam praticamente impossíveis, avaliar as situações e ter compreensão são cada vez mais distantes da sua realidade e a sensação de sobrecarga é grande.

A mente cria sabotadores tornando pensamentos negativos frequentes e centralizadores, onde crenças negativas, medos e resistências vão tornando parte do indivíduo, bloqueando a possibilidade de mudança. Acredita-se que onde está é mais seguro e qualquer mudança pode piorar a situação, a zona de conforto te faz acreditar que lá estará protegido do desconhecido, te envolve em pensamentos rígidos, desânimos e desorganiza a compreensão da vida, alimentando-se e nutrindo uma situação que não te levará há lugar algum.

O movimento de buscar o equilíbrio emocional é um passo muito importante, ter compreensão e buscar soluções para crescer com todos esses sentimentos vividos transformará e resinificará emoções, situações e pessoas, mas para isso é preciso compreender a necessidade de ajuda e seguir alguns passos rumo a evolução pessoal. Buscar o autoconhecimento, fortalecendo o ego e se libertando das crenças estabelecidas trará alivio e controle das situações. Os pensamentos são poderosos e podem modificar sua visão de mundo.

Por onde começar? Foque no essencial.

Se sua energia está no caos, nele permanecerá.

O movimento de evolução se dá ao pensar diferente, fazer atividades diferentes, exercitar sua mente e seus pensamentos com novas atividades.

Onde está sua atenção? Comece agora, reflita sobre suas escolhas de pensamentos e onde está depositando suas energias. Provoque sensações de bem-estar, tenha um tempo para você, descanse, alimente-se bem, cuide da sua higiene.

Faça uma lista com suas potencialidades e dos seus sonhos, cuide do seu pensamento. Conecte com seu interior, não permita pensamentos sabotadores, lembre-se que tudo é um processo, respeite seu tempo, vá devagar, não permita desespero nesse momento.

Imagine a melhor versão de si, internalize bons sentimentos, permita-se ouvir sua voz interior, em você está toda capacidade de superar seus desafios e será capaz de transformar todo caos em superação.

Quando procurar ajuda de um psicólogo?

Buscar ajuda profissional é um ato de coragem, algumas vezes mesmo com toda força de vontade, dedicação e esforço, o caminhar sozinho se torna pesado demais e é nesse momento é preciso recorrer a um profissional que estará preparado para acolher as dores da alma, ressignificando suas dificuldades e conduzindo ao equilíbrio emocional.

Através do processo terapêutico o paciente será conduzido a compreender suas potencialidades e capacidade de modificar seus pensamentos e comportamentos.

Vamos pensar que se existe acúmulos de emoções é porque estamos resistindo a algo, ao compreender isso e conseguir distinguir qual é o sentimento que se resiste, então o paciente começa a entender suas crenças, e o que estava limitando seu desenvolvimento.

Limpando o estado emocional, compreendendo os bloqueadores impostos o paciente vai se dando conta que é capaz de se curar, tem então a capacidade de se permitir, começa a abrir mão desses sentimentos que já não fazem mais parte do seu presente.

Trabalhando o fortalecimento do ego e ressignificando as potencialidades do indivíduo, logo as angústias, tristezas, medo, ansiedade e resistência vão se dissipando dando vazão para autocontrole e confiança, retomando a saúde mental e controle da vida, agora o sujeito é capaz de traçar novos planos e tomar decisões que antes eram impossíveis de enxergar.

A vida passa a fazer sentido e tudo começa a se organizar, pois ninguém sai do caos sem adquirir a capacidade de compreender tamanha evolução vivida e entender que para toda transformação é preciso antes superar algo muitas vezes difícil para se fazer sozinho, aprender a dominar as emoções e pensamentos são essenciais para manter a saúde mental e física equilibradas.

Psicóloga

Gabriela Ribeiro Fernandes

Imagem de Holger Langmaier por Pixabay